Série: When Calls the Heart

Resultado de imagem para when calls the heart gifs

Bonjour, ça va?
Hoje é dia de resenha, yay! E uma daquelas que deixam o meu coração transbordando de felicidade, porque vou falar de uma das minhas séries de televisão favoritas: When Calls the Heart, ou, como o Silvio Santos a denomina todo domingo, Quando chama o Coração.
WCTH é uma série sobre amor. Não há palavra melhor que a defina: o amor mostrado ali assume diferentes formas, assume diferentes graus, mas são todos vertentes desse sentimento mágico que transforma o ser humano naquilo que ele é de melhor.
O amor aparece já na figura de Elizabeth, a protagonista da série, que parte de sua vida confortável como filha de um dos homens mais ricos dos EUA para ir atrás de seu sonho - lecionar. O que a move é o amor que ela sente primeiro por transmitir conteúdo, depois pelas crianças de Coal Valley e suas histórias.
Elizabeth, apesar de ter estudado em uma das melhores faculdades da época (o que é algo incrível para uma mulher do início do século XX), é ingênua. Ao chegar em Coal Valley, ela é testada de todas as maneiras pelos moradores de lá - as crianças são bagunceiras e rebeldes, os adultos a excluem das atividades locais ou não acreditam em seu trabalho como professora. A todo momento ela prova que está ali porque ama o que faz, e não porquê foi obrigada, e assim, conquista a confiança de todos, tornando-se uma das moradoras mais queridas do vale.
Resultado de imagem para when calls the heart gifs


Em WCTH também aparece o amor em sua forma mais conhecida: o amor romântico. O policial da Polícia Montada, Jack, foi escalado pelo pai de Elizabeth para protege-la  em sua estadia no mais recôndito interior dos EUA sem que ela soubesse. Quando Jack e a professora se encontram (apesar de ela ter se interessado por ele de cara) é ódio à primeira vista. Claro que esse sentimento se transforma em amor durante as temporadas!
Elizabeth e Jack é um dos casais mais bonitos que eu já tive contato. O amor deles é construído dia a dia com respeito ao tempo do outro, com pequenos gestos de carinho, com trocas de olhares apaixonados, com provações. E o amor que sentem um pelo outro, além de uni-los entre si, unem os dois à cidade também. Jack sempre prefere ficar perto de Elizabeth e de Coal/Hope Valley quando surgem oportunidades de ele subir profissionalmente, porque o amor que ele sente pela vida que ganhou é maior do que o desconhecido tão distante.
Os outros casais da série também são um amorzinho! O meu favorito deles é o casal formado por Rosemary e Lee. Eles são o alívio cômico de WCTH e mostram que os iguais também se atraem, haha! Mas, falando sério, Rosie e Lee tem uma história fofa que ensina como construir a relação respeitando o outro e o apoiando por ser quem é e não aquilo que você quer que ele seja. Mais uma das lições de amor da série.
Resultado de imagem para rosemary leveaux and lee gif

Mas, WCTH é mais do que o simples amor romântico tão presente em outras séries. Ela é uma história de amor pelo próximo. Coal/Hope Valley é uma cidadezinha interiorana que todos nós gostaríamos de morar. As paisagens são lindas, é verdade. Mas, o que mais atrai são os vizinhos. Todos lá se amam e ajudam o outro sempre que puderem. Hope Valley é a melhor representante da palavra "união" que você vai ter em sua vida!
Quando as dificuldades aparecem, eles se juntam e resolvem tudo em comunidade. Quando alguém, apenas uma pessoa (e não precisa ser a melhor delas), precisa de ajuda ou precisa saber que é amada, a comunidade faz questão de que ela perceba isso. E é muito bonito.
WCTH é uma série do canal Hallmark Channel. Eu passei a conhece-lo melhor depois de devorar as quatro temporadas dessa série disponíveis no Netflix e, confiem, a Hallmark tem outras produções tão bonitas e bem feitas quanto! Eles são um canal familiar, então, tudo o que produzem tem como fundo uma lição de amor, amizade, respeito e união. Depois de assistirem a WCTH deem uma chance para Good Witch que também é uma série deles. Não vão se arrepender!
E o melhor da Hallmark é que eles tem especiais de filmes para cada época do ano: as estações, os feriados comemorativos, casamentos (Junho é o mês casamenteiro por lá). Ou seja, se você, assim como eu, adora ver filmes de Natal é na Hallmark que encontrará diversas opções. 
Ok, mas isso não é um publipost da Hallmark, haha! Voltemos a WCTH!
Resultado de imagem para when calls the heart  gifs

When Calls the Heart me ajudou a ver o mundo com mais amor e gratidão. Ajudou que eu o visse com mais alegria e que eu acreditasse, sim, na bondade das pessoas. Ajudou para que eu fosse atrás dos meus sonhos, mesmo que eles fossem distantes e que todos dissessem que eu não era capaz.
Desejo que vocês também a assistam e sejam preenchidos pelo amor que ela transborda.
Ah, mas estejam preparados para chorar bastante! 
E sorrir bastante. Porque é disso que a vida real é construída.
Adieu.

Comentários

  1. Parece ser uma daquelas séries que te dão quentinho no coração por estar assistindo. Minhas férias estão chegando, e mal posso esperar para começar a por tudo que quero ler/assistir em dia. Com certeza vou encaixar When Calls the Heart .

    Beijinhos ♥

    letologia.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, que bom, miss Eva! Fico contente por ter conseguido que alguém mais assistisse essa série maravilhosa. Tenho certeza de que você irá adorá-la. Os episódios são inspiradores e dão não só um quentinho no coração, mas uma lareira inteira, hahaha.
      Beijos açucarados, obrigada por visitar meu jardim.

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas