Você conhece o trabalho de Beatrix Potter?

Olá, tudo bom?
O nome Beatrix Potter talvez lhe pareça familiar, não é mesmo?
Pois bem, a senhora Potter é uma das maiores ilustradoras que já existiram. Além de desenhar coisas lindas, ela também escreveu livros, dentre os quais o mais famoso é Peter Rabbit, a história de um coelhinho peralta que adora se aventurar pelas terras do sr. Gregório e é o protagonista de uma série animada da Nickelodeon.
A ilustração acima mostra o senhor Gregório e Peter. Imagem retirada do Bing.

Nesse capítulo, eu irei mostrar um pouco de sua vida, a pessoal e a profissional, em que a senhora Potter mostrou-se ser uma mulher de fibra a frente de seu tempo, a Inglaterra do século XIX.
Nascida em 28 de julho de 1866, Beatrix Potter cresceu em uma família rica dona de uma fazenda de algodão, produto importante para o comércio inglês a época. Recebeu uma educação vitoriana em casa, assim como seu irmão Bertran, seis anos mais novo do que ela.
Beatrix e seu irmão, Bertran, em 1878. Foto retirada do site http://www.peterrabbit.com/

Os irmãos costumavam brincar com vários animaizinhos que habitavam a fazenda de seus pais e os arredores, dentre eles ratos, coelhos, um ouriço e alguns morcegos. Também colecionavam borboletas e outros insetos que estudavam.
Quando tinha nove anos e Bertran foi estudar fora, a menina Beatrix, tímida e sem muitos amigos, teve em seus bichinhos a companhia necessária para alegrar os seus dias. Passou a desenhá-los e, dessa maneira, desenvolveu o seu talento que tanto apreciamos até hoje.
O seu interesse pela ilustração foi também gerado por suas leituras. Fã de contos de fada, fábulas e mitologia clássica, além de ela e sua família apreciarem muito o trabalho de Joel Chandler Harris em Compadre Coelho, a jovem estudou arte e história natural, dando-lhe muito conhecimento teórico.
Foto retirada do site http://www.peterrabbit.com/

A senhora Potter começou a ilustrar histórias clássicas como Cinderela e Chapeuzinho Vermelho, mas, em seus trabalhos, havia muitos dos seus animais de estimação. Na década de 1890, ela e seu irmão passaram a vender cartões ilustrados para datas comemorativas como o Natal a fim de ganharem algum dinheiro. Os registros mais ilustres, entretanto, vem das cartas que Beatrix enviava aos filhos de seus amigos. Nessas cartas, ela desenhava muitos animaizinhos e, entre elas, iniciou-se o seu livro mais famoso, The tale of Peter Rabbit, que já comentei acima.
Foto retirada do Bing
Seus desenhos fizeram muito sucesso. Nesse período de tempo, ela foi contratada para ilustrar contos e poemas de livros de seus conterrâneos e contemporâneos, porém sua relação com as editoras britânicas para publicar o seu próprio livro foram díspares. Assim, reuniu dinheiro e editou por si mesma 250 cópias das aventuras do coelhinho Peter. Em 1902, após a mudança de formato da sua história de conto para poema, de ter encontrado uma editora que se interessasse por sua história (Frederick Warne & co) e de ter auxílio de um colega de família, o livro da senhora Potter decolou e vendeu mais de 20000 cópias.
Foto retirada do site http://www.peterrabbit.com/

Astuta, a senhora Potter patenteou o seu personagem principal e produziu livros de pintura, jogos de tabuleiro, papel de parede, cobertores de bebê e conjuntos de chá com o rosto de Peter em 1903. Publicou mais de 20 livros ilustrados, os quais são apreciados e lidos até hoje em pleno século XXI.
Beatrix demorou para se casar, o que não era bem visto por sua família que desaprovava a mulher se sustentar sozinha apenas pela venda de seus livros. Ficou noiva de seu editor, mas, tragicamente, ele faleceu vítima de leucemia aos 37 anos. Assim, a senhora Potter só se casou aos 47 anos com um procurador, William Heelis, e não teve filhos, algo ruim para uma família burguesa que não poderia ter vários herdeiros para manter suas propriedades.
Ilustração do coelho modelo para a criação de Peter. Foto retirada do site http://www.peterrabbit.com/

Apesar disso, a senhora Potter foi extremamente feliz em seu casamento, que durou trinta anos, e ajudou o seu irmão a educar suas sobrinhas. Faleceu em 1943 vítima do agravamento de pneumonia. A sua história foi contada pelo diretor Chris Nooman em 2006 no filme Miss Potter.
Foto do filme Miss Potter, 2006. Retirada do Bing.

Abaixo, a última fotografia de Beatrix Potter.
Foto retirada do site http://www.peterrabbit.com/

Eu adoro o trabalho da senhora Potter e muito me alegrará quando eu comprar um de seus livros. Eu ainda não os tenho e com toda a certeza fazem parte da minha lista de desejos literária! A seguir, colocarei algumas de suas ilustrações que são as minhas preferidas :) Todas são retiradas do site do Bing.

Vocês gostaram do trabalho da senhora Potter? Pois não deixem de assistir ao filme, comprar os seus livros e também os produtos de sua linha. O site para encontra-los é http://www.peterrabbit.com/
Obrigada por ler até aqui, mon ami.
Beijos açucarados.



Comentários

Postagens mais visitadas