Flores secas: um tesouro natural

Bonjour, mes amis!
No Ano Novo de 2018/2019, eu e minha família viajamos para a aconchegante Poços de Caldas, cidade de Minas Gerais. Foi a primeira vez que eu passei essa época do ano fora de São Paulo, onde eu moro, então eu estava muito empolgada para descobrir novos lugares, sentir a natureza mais pertinho de mim e explorar suas possibilidades de tesouros a serem conquistados.
Lá em Poços, há muitas áreas verdes. Além das praças no centro da cidade, que colecionam canteiros de flores muito bonitos, inclusive um Relógio de Flor e um Calendário Floral que são excelentes pontos para se fotografar; a cidade também tem parques e cachoeiras lindíssimas. Um de seus inúmeros pontos positivos que eles me traziam era a paz: tornou-se relaxante andar por entre as plantas, pelas trilhas, até chegar em uma cachoeira, dona do barulho mais relaxante da cidade. Além disso, esses lugares também me proporcionavam muita aventura: lembro-me até agora da sensação das gotas de água da cachoeira batendo em mim, do dia em que decidi ser corajosa e escalar pedras e me machuquei no joelho, e de dar comida para os macaquinhos esfomeados.


E, além disso, nessas nossas caminhadas pela cidade, eu pude coletar várias flores (aquelas que ficavam na rua e em parques) e, para conservá-las por mais tempo para que eu pudesse levá-las para casa, comecei a pesquisar como eu poderia secá-las. Fazia um tempinho já que eu queria fazer essa técnica, desde que encontrei modelos lindos de bullet journals na Internet que eram decorados com flores e folhas secas, e eu gostei muito do resultado final dessa minha peripécia!
Por favor, pessoal, considerem que eu não sou nenhuma especialista na área. Eu escrevo com base naquilo que pesquisei em sites e canais do YouTube e que eu acredito serem de confiança. Como o resultado me agradou bastante, decidi, então, compartilhar com vocês o processo de secagem que  eu utilizei, baseado no vídeo da Jordan Clark que vocês podem assistir clicando aqui.
Pelo que entendi, existem duas técnicas de secagem de flores: por prensagem (a que usei em Poços) e por penduramento. Também entendi que é preciso que você faça uma escolha essencial antes de secar suas flores: você quer flores secas realmente? 
Isso porque as flores que são secas antes eram frescas. Pode parecer óbvio, não é? É que a questão é que não dá para esperar as flores murcharem para secá-las... Você tem que escolher, então, entre ter um vaso de flores frescas ou flores secas em seu cantinho. Tá bom? Então, depois de escolher pelas flores secas, você tem duas possibilidades - a prensagem ou o penduramento. Essa escolha depende mais da estética que você quer dar a suas flores, do que de uma ser melhor do que a outra.  
Eu recomendo a prensagem se você quer usar suas flores e folhas secas em diários, bullet journals e livros, pois elas ficarão amassadinhas assim como as minhas. Ah, e também às vezes não dá para usar flores inteiras, porque algumas são grandes e o que importa é prensar as pétalas e não o cabo. 
Já o penduramento, eu recomendo se você quer fazer um lindo arranjo de flores secas para enfeitar seu cantinho. Nessa técnica, é possível sim usar flores inteiras, esse é o objetivo mesmo. Então, recapitulando:

Secagem - Recomendado para partes das flores como pétalas e folhas. Coloque-as no meio de um livro grosso (em alguns tipos de flores, coloque duas folhas de papel guardanapo na frente e atrás, pois elas podem manchar seu livro com suas cores) e feche-o. Depois disso, coloque mais livros pesados em cima do livro que contém a flor. É isso que criará a pressão ideal para secá-la. Aguarde de três dias a uma semana (as minhas pétalas secaram em quatro dias) e pronto! Agora é só enfeitar seus cadernos.
Penduramento - Recomendado para flores inteiras. Um dado importante é que não são todas as flores que conseguem ser secadas. Antes de coletar suas flores, pesquise para saber se elas conseguem ser secas, está bem? Bom, agora você precisará amarrar os cabos de suas flores, formando um raminho. Esse ramo será amarrado a um outro barbante maior. Ele será preso em um lugar alto, fresco e com iluminação indireta que permitirá a secagem.

Depois de esperar por alguns dias, você terá um resultado que é de agradar a qualquer pessoa. As flores secas estão em alta hoje em dia. É possível encontrá-las em várias das ideias de decoração de ambiente que pipocam em sites como o Pinterest, por exemplo, mas também muitas lojas estão as adotando para deixar seus empreendimentos mais especiais.
Pessoalmente, eu gosto de flores secas, porque elas me lembram a Inglaterra. Além disso, como eu coloquei no início desse capítulo, secar flores é uma forma mais duradora de você guardar momentos especiais que estão conectados, de alguma forma, à Natureza. É como ir coletando tesouros naturais que, na minha opinião, possuem um significado mais positivo e transcendental do que os tesouros fabricados pelo ser humano.


E você, gosta dessa técnica? Já a utilizou? Conta sua experiência para mim, por favor, ficarei super contente em lê-la!
Au revoir.

Comentários

  1. Ai, caramba, você esteve do ladinho da minha cidade natal, Caldas! E olha que estou para cá de férias... Já pensou se a gente tivesse se encontrado? Haha <3

    Que encanto essas flores secas! Seu post me inspirou a secar algumas para colocar no meu journal.

    Abraços, Bruna linda!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, miss Larissa! Não acredito também! Se nos tivéssemos nos encontrado, tenho certeza, renderia muitos sorrisos e dois belos contos hahaha. Aguardo ansiosa por sua obra de arte, flor do sol. Beijos açucarados

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas