Resenha: Tudo o que deveríamos saber, mas não aprendemos, sobre mitologia - Kenneth C. Davis

Tudo o Que Precisamos Saber, Mas Nunca Aprendemos, Sobre MitologiaUm livro para aprendizes de mitologia, entusiastas do assunto ou qualquer pessoa que goste de uma boa narrativa De onde viemos? Por que as estrelas brilham e as estações do ano mudam? O que é o mal? Desde o princípio dos tempos, a humanidade vem respondendo a essas perguntas com histórias criativas, que já foram utilizadas pela religião, ciência, filosofia e literatura popular. Neste volume, Davis introduz e explica os grandes mitos mundiais, bem como as obras de literatura que os tornaram famosos, abordando, entre outros, o mesopotâmico Gilgamesh, o primeiro herói da mitologia; Aquiles e a Guerra de Troia; Stonehenge e os druidas; Thor, o deus nórdico dos trovões; e A vida e as grandes dificuldades enfrentadas pelo homem que se tornou Buda. Sempre informal e instrutivo, o autor mostra por que as narrativas ancestrais sobre deuses e heróis continuam nos emocionando até hoje, em filmes, arte, linguagem e música.

Folclore e Mitologia// 728 páginas// Editora Difel// Classificação: 4/5

Eu já compartilhei aqui no blog minha paixão por Mitologia inúmeras vezes, não é mesmo? Eu aprendi a gostar dessa área de estudos tão vasta e complexa quando era bem nova, talvez por causa das aulas de história do ensino fundamental. Mas, gosto de pensar (e dizer, quando me é perguntado) que todo esse carinho começou por um dos contos da mitologia grega chamado "Jacinto". Nele, um jovem chamado Jacinto é o alvo do amor do deus Apolo e de uma das Correntes de Vento. Em um desastre, Jacinto é morto por uma flecha e transformado em uma flor (a flor jacinto).
Não sei bem dizer o motivo que me fez ler esse conto mais de cinco vezes quando eu tinha sete ou oito anos. Acho que sempre gostei de tragédias amorosas, já que a minha outra estória favorita da vida é Romeu e Julieta de William Shakespeare. O que sei é que ele marcou minha vida de uma maneira única, fazendo com que eu procurasse mais e mais por contos mitológicos de diversos povos durante os anos a partir do instante em que o li, transformando-me em uma fonte inesgotável de informações (in)úteis sobre o tema. 
Quando vi esse livro na 20 Festa do Livro da USP, não pensei duas vezes antes de comprá-lo. Eu queria muito entrar em contato com as mitologias fora do eixo europeu e achei que esse livro seria uma ótima chance, além de aprofundar meus conhecimentos nas mitologias que já conhecia antes.  E foi isso mesmo o que aconteceu!


Davis apresenta o tema de uma forma que todos conseguem compreender na hora - os amantes como eu e aqueles que lerão pela primeira vez qualquer coisa de Mitologia. Ele é didático e isso é muito importante, pois, como disse, Mitologia é muito complexa e sempre está mudando com as descobertas arqueológicas. E isso é um ponto de atenção ao livro de Davis: ele foi escrito antes de 2010. Muitas descobertas foram feitas desde então e outros tantos acontecimentos aconteceram no mundo. Tome cuidado e considere sempre o momento em que o texto foi escrito, tá?
Bom, a didática de Davis é tão boa que ele traz semelhanças de seções em cada mitologia como, por exemplo, uma seção de Datas Históricas e uma seção do Panteão Principal. Além disso, ele faz muitas anotações de rodapé que nos ajudam a entender mais não só das mitologias, mas também da cultura dos EUA, que aparece em suas referências.
Ele traz a mitologia de civilizações e tribos europeias, asiáticas, americanas e africanas. É mágico o quanto sociedades tão distantes possuem pontos semelhantes da mitologia como a questão do dilúvio, por exemplo, que aparece em absolutamente todas as culturas! Isso me impressionou muito, foi um dos pontos altos da minha leitura com certeza e me fez amar ainda mais a Mitologia.


Uma das coisas que me deixou triste foi que o livro não tem figuras. Acredito que fotos de lugares importantes para as mitologias e de objetos sagrados seria bem legal de serem vistas. Também ilustrações dos povos tratados no livro, apresentando suas vestimentas e modos de vida seriam incríveis para a visualização de tudo o que Davis fala na sua obra de mais de 700 páginas.
O número é assustador, mas prometo que a leitura é fluida. Eu li esse livro em cerca de três semanas e sem correr, porque o livro acaba sendo um livro de estudos também, exigindo uma leitura pausada para conseguirmos absorver tanta informação que ele nos passa. 
Apesar de ter achado a explicação das mitologias da Oceania muito breve, retirando seu peso e, em partes, sua relevância, o livro me conquistou e recomendarei a todos que me pedirem um livro de partida nesse universo maravilhoso da literatura mitológica.

Você já leu esse ou algum outro livro de Davis? O que achou? Deixe nos comentários sua opinião, por favor.
Beijos açucarados.

Comentários

  1. Muito bom comentário sobre a obra, também amo histórias e estórias antigas, sucesso pq vc merece ������

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, miss mãe. Que nossas conversas sobre mitologia permaneçam e aumentem mais e mais! Beijos açucarados

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas